Destinos

One World Observatory

Lindas Vistas da Cidade de Nova York do prédio mais alto da Big Apple

10 de outubro de 2018

Eu acabo de voltar de mais uma viagem aos Estados Unidos. Dessa vez, concentrei os meus dias e o meu roteiro entre Nova York e Boston. E, falando nisso, preciso contar para vocês como foi conhecer uma das atrações turísticas mais visitadas de Nova York. Enfim, eu fui conferir o One World Observatory.

O One World Observatory, de fato, é uma das atrações mais visitadas de Nova York e tem, junto a isso, um significado especial para a cidade; o poder de grandiosidade, reconstrução e renascimento de uma cidade e toda uma nação.

Ele é o mirante de observação do One World Trade Center. O imenso e imponente prédio que, nos dias atuais, é o mais alto da cidade e do ocidente, também é conhecida como Freedom Tower e que foi construído depois da queda das torres gêmeas.

Ele fica nos andares: 100º, 101º e 102º do prédio que tem 541 metros de altura, é o 4º prédio mais alto do mundo e está localizado em Lower Manhattan, o agitado centro financeiro de Nova York e oferece lindas e exaGERAdas vistas da Big Apple.

Cheguei por lá bem cedo, no começo do dia e, antes de entrar, já fiquei impressionado com a grandeza e a beleza do local. Eu já conheci toda a nova área do complexo, onde também está o Memorial do 11 de setembro, mas nunca tinha visitado o One World Observatory.

Agora, dentre os outros prédios com mirantes da cidade como o Empire State Building e o Top of the Rock, o One World Observatory já é o meu preferido. Pois, além da modernidade por ser o mais novo, das vistas da cidade, do rio Hudson e suas pontes, de lá, a gente também consegue ver a Estátua da Liberdade.

Inaugurada em novembro de 2014, o lugar impressiona em todos dos detalhes. Além de ser o prédio mais alto de Nova York, a sua fachada se destaca dentre os demais prédios da redondeza. De vários pontos da cidade, você consegue enxergar o One World Trade Center.

Na entrada, a segurança é rigorosa como deve ser. Mas é tudo super bem organizado seguindo os padrões norte americanos. Logo após, chegamos no Global Welcome Center – onde um imenso telão nos dá as boas-vindas e contabiliza os turistas pelos seus países de origem. A bandeira brasileira, o que não é surpresa, sempre aparece na tela.

Em seguida, o espaço VOICES, com depoimentos de vários profissionais que trabalharam no local e  que contam a história da construção do prédio. Tem também a parte chamada Foundations que mostra a selva de pedra nos tempos remotos.

A experiência – O Sky Pod

São 5 elevadores que fazem o percurso do térreo ao 102º andar em apenas 47 segundos. Os elevadores do One World Trade Center são chamados de  Sky Pod. A velocidade é alta e o frio na barriga faz parte da atração.

Na subida, dentro do elevador, telas de LED exibem um filme sobre as muitas construções de Nova York e a formação do que hoje é a sua skyline. Um verdadeiro túnel do tempo!

No fim, ao sair do elevador no 102º andar,  começa oficialmente a experiência dentro do One World Observatory.

ExaGERAdo de Bom! Logo na chegada lá em cima, tem início um curto vídeo sobre o agitado mundo que é a cidade de Nova York hoje em dia e, por fim, uma surpresa inusitada, a cereja do bolo. Não vou dar spoiler, mas garanto que você também vai amar esse momento!

Esse ainda não é o andar principal do observatório. Depois, você vai começar a descer as escadas e, nos dois andares abaixo, encontrará os imensos janelões de vidro que garantem as vistas 360 graus.

No andar 101, os restaurantes: One Café (café e lanches rápidos), One Mix (drinks e petiscos) e One Dine (refeições mais elaboradas) e outras atrações e a lojinha de souvenirs.

No andar 100, o deck de observação 360 graus em si. O lugar é impressionante e as vistas são de cair o queixo literalmente. Nesse andar está o famoso Sky Portal, um chão de vidro que nos permite ver, em tempo real, através de câmeras, a movimentação da rua e dos carros lá embaixo. É uma ilusão real se me entendem!

Nesse mesmo andar tem a CITY PULSE, uma atração interativa em telas de LCD e realizada por guias especializados sobre a história de Nova York.

Eu passei umas duas horas por lá! Fiquei admirando a cidade de vários ângulos e tirei inúmeras fotos. O tempo foi passando e nem me dei conta. Sem dúvida, eu adorei conhecer o One World Observatory e indico a atração turística! o lugar é exaGERAdo em todos os sentidos! Imperdível!

Dicas do @exaGERA:
  • Ingressos? Compre com antecedência pelo site, com data e horário definidos e evite filas na chegada. É possível comprar na hora / na bilheteria local, mas dependendo do movimento você tenha que esperar mais tempo para subir.

Esses são os valores atuais do ingresso geral / standard: COMPRE AQUI!

– Adultos (13 – 64 anos): US$ 34

– Idosos (+65 anos): US$ 32

– Crianças (6 – 12 anos) : US$ 8

– Até 5 anos – grátis

Existem outras categorias de ingressos mais caros e que oferecem tratamento vip e sem filas.

  • Quando ir e qual é o melhor horário para visitar? O ano todo! Aberto todos os dias da semana – 09h até 20h (último bilhete vendido às 19h15). O melhor horário?  eu indico o fim de tarde! Algo a partir das 4pm para aproveitar o pôr do sol por lá. Eu não pude ir nesse horário, mas acredito que tudo deve ficar ainda mais lindo. Reserve umas 2 horas do seu dia para essa atração.

É proibido levar isqueiros, cigarros, objetos cortantes, tripés e câmeras profissionais, comidas, bebidas,

Lá em cima, se você quiser, alugue um iPad que conta e mostra, em detalhes, tudo sobre a cidade e todos os prédios de Manhattan. Para tal, basta você direcionar o ipad para as janelas do observatório e obter as devidas informações, inclusive em português.

  • Como chegar ao One World Observatory? Endereço – One World Trade Center / Freedom Tower – 285 Fulton Street, Nova York. Como tudo em NYC, o metrô é a maneira mais rápida de chegar por lá. As estações próximas ao “One World Trade Center”. São elas: Fulton Street/Broadway-Nassau, Park Place, World Trade Center e procure sempre pela saída da Church St.

Para mais informações entre em contato com o @exagera e a @rhemaprime
pt