Gastronomia

Onde comer petiscos diferentes em SP

8 de fevereiro de 2019

São mais de 12 mil restaurantes em São Paulo, segundo o Sinhoresp (Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São Paulo), e uma grandiosa diversidade cultural e gastronômica. Com tantas opções fica até difícil listar o que há de melhor, mas aqui vai uma dica de lugares para comer petiscos diferentes.

Seja uma leitura fiel da receita tradicional, uma releitura ou criação original, o fato é que, em São Paulo, temos sabores ‘diferentões’. Confira a seleção de cinco lugares paulistanos para degustar petiscos cheios de temperos e referências de outras regiões:

La Rambla (Mooca)

A Porção de Croquetas, composta pelo trio de bolinhos de jamón, rabada e queijo manchego, ibérico e de cabra, é apenas uma das opções diferenciadas do La Rambla, bar e restaurante espanhol localizado na Mooca, bairro conhecido pelas tradições italianas. Outros petiscos, como as Berenjenas (berinjelas cortadas em meia lua, empanadas e temperadas com sal grosso e melado de cana) e as entradas de jamón serrano e ibérico também fazem parte do cardápio, cujos preços variam entre R$ 22 e R$ 50.

Já as 16 torneiras de chopp artesanal, entre eles Guinness e London Pride, são uma atração à parte. Para garantir novidade e opções aos clientes, a proprietária Simony Garcia afirma que o rodízio das marcas de bebida é realizado periodicamente.

Vale destacar que a cozinha é comandada por um chef argentino, responsável pelas releituras de receitas típicas do país ibérico. “Contamos com pratos inspirados na Espanha que são feitos por um chef argentino em um bairro tradicional italiano. Trouxemos diversidade e novas opções de culinária para o local”, avalia Simony.

O La Rambla funciona das 12h às 15h para almoço executivo, em que o cardápio muda diariamente com duas opções de prato, e no jantar, a partir das 17h. Nos finais de semana, a casa abre ao meio-dia.

Tubaína Bar (Cerqueira César)

Coxinha de jaca, kibe de abóbora, bolinho de provolone de tofu, pastéis de berinjela e rissole de palmito compõem a Quitanda Vegana, porção de petiscos do Tubaína Bar, que fica no bairro Cerqueira César. O cardápio conta com mais de dez opções veganas e vegetarianas, tais como croquete de alho poró, caldinho de feijão vegano e moqueca de abóbora vegana. Os quitutes veggie custam a partir de R$ 16.

A casa, autointitulada o primeiro bar sustentável de São Paulo, é conhecida por valorizar refrigerantes artesanais regionais e conta com mais de 20 rótulos produzidos por pequenos fabricantes, sendo a maioria proveniente do interior do Estado. O estabelecimento funciona de segunda a sexta, a partir das 18h e, aos sábados, após às 13h.

Barnaldo MPB Gastronomia (Paraíso)

Comer feijoada às quartas e aos sábados é lei, porém um dos derivados desse prato, o bolinho de feijoada, também está ganhando espaço nos bares paulistanos. No Barnaldo MPB Gastronomia, no Paraíso, a porção com oito unidades custa R$ 32,80 e acompanha molho de pimenta da casa.

Como o próprio nome já diz, o diferencial é a música ao vivo, com convidados de renome em sua agenda. O bar funciona de terça a sexta, a partir das 18h e, aos sábados, após às 12h.

Rota do Acarajé (Santa Cecília)

Petiscos, como a porção de mini acarajés e a Comida di Rua, que vem com acarajé, abará, vatapá e camarão seco defumado, são apenas o começo do que pode ser uma refeição tipicamente baiana em São Paulo. Na Rota do Acarajé, no bairro Santa Cecília, os aperitivos custam a partir de R$ 10 e, para acompanhar, o cliente pode escolher, entre 1.200 rótulos, a opção favorita de cachaça.

A casa é comandada por um casal paulista que contou com a ajuda de amigos da Bahia para elaborar as receitas. É possível degustar os quitutes de terça a sábado das 12h às 0h30 e, aos domingos, das 12h às 19h30.

Mica (Pinheiros)

Inaugurado em Pinheiros há pouco mais de um ano, o bar e restaurante Mica traz um cardápio com inspirações asiáticas. Quiabo com manteiga de missô, dadinho moti, guioza de mexilhão e coração de pato gochujang são algumas das porções excêntricas que o estabelecimento oferece. Os preços variam entre R$ 7 e R$ 16.

Os drinks também chamam atenção: o satang muu, por exemplo, é feito com soju, beterraba e wasabi, e o chicabô possui cachaça, abobrinha e cardamomo. De segunda a sexta, serve almoço das 12h às 15h e jantar, das 19h à meia-noite. Aos sábados, funciona a partir do meio-dia e, aos domingos, abre às 13h.