Destinos

Doze destinos chilenos para visitar na Semana Santa

12 de abril de 2019

Roteiro em família ou romântico? Destino de praia com areia branca ou um tour por vinícola com direito a degustação de vinho? Se ainda estiver na dúvida de onde viajar no feriado da Semana Santa, anote já esses destinos chilenos e bora fazer as malas.

San Pedro de Atacama é um dos principais destinos turísticos do país. Um roteiro de 4 ou 5 dias pode ser ideal para conhecer as cores maravilhosas do deserto mais seco do mundo e fazer os passeios imperdíveis.

Da cidade rústica e aconchegante, caracterizada pelas ruas de terra batida e estrutura hoteleira para todos os bolsos, saem os tours para lugares que vão te fazer sentir em outro planeta: os rochedos e as dunas vermelhas do Vale da Lua e Vale da Morte, as Lagunas Altiplânicas, os gêiseres do Tatio, os salares… a lista vai longe.

Completam os motivos para você visitar o Atacama na Páscoa o fato de ser em Abril, quando o clima não é nem tão quente, nem tão frio, situação perfeita para aproveitar cada uma das belezas naturais do destino sem preocupação.

Abril é o período ideal também para visitar balneários chilenos como a Bahía Inglesa.  Por ser baixa temporada, as belas praias do local ficam quase desertas, e as areias brancas banhadas por um mar azul-turquesa são irresistíveis. Não só sua beleza, mas também a vasta quantidade de atividades que a Bahia Inglesa oferece é um dos motivos que atrai os turistas. Além dos passeios de barco para a ilha El Morro é possível fazer caiaque, windsurf, flyboard, surf e mergulho.

O charme da cidade de Caldera, onde fica o balneário, está na característica peculiar de se encontrar exatamente entre o Oceano Pacífico e o deserto do Atacama, possibilitando um mix exótico de paisagens e experiências.

Cinema, música e artesanato fazem parte das alternativas oferecidas pela apelidada “cidade das igrejas” durante a Semana Santa. La Serena, a segunda cidade mais antiga do Chile, tem uma bela arquitetura e um litoral sublime e extenso, coroado por 29 igrejas católicas – perfeito para o turismo religioso.

A grande oferta cultural é liderada por três lugares emblemáticos: o Centro Cultural Santa Inés, o Teatro Municipal e a Praça Santo Domingo, que abrem suas portas durante todo o fim de semana para receber famílias e turistas interessados em conhecer melhor as tradições de um dos lugares mais carismáticos do Chile.

Vizinho de La Serena, a cidade de Coquimbo ostenta a altíssima e imponente Cruz do Terceiro Milênio. Conhecer os belos campanários (torres com sinos) da cidade, visitar as feiras locais, provar a culinária baseada em frutos do mar e descobrir os mistérios do universo em um dos observatórios astronômicos do Coquimbo (também conhecida como a “região estrelar” por seu céu límpido, perfeito para ver as estrelas) são algumas das atrações imperdíveis no destino.

Depois da agitação do verão, Viña del Mar e Valparaíso podem ser ótimas pedidas para um fim de semana prolongado. Os destinos de praia, há menos de uma hora de Santiago, apresentam uma vida noturna interessante, mas sem a agitação e grandes filas da alta temporada.

Valparaíso parece um anfiteatro, tendo a baía e o Pacífico no horizonte como palco. A beleza do porto, as cores de suas colinas e até as centenas de barcos que circundam pela sua costa fazem da cidade uma parada obrigatória na zona central do Chile. Ganha destaque também a área urbana de Valparaíso, que é praticamente um museu ao ar livre: os turistas sobem e descem sua encosta apreciando os grafites e pinturas que enfeitam boa parte das estruturas da cidade.

Já Viña del Mar é o local onde os mais religiosos vão querer estar na sexta-feira santa. Neste dia é realizado um ritual singular, que ocupa toda a sua praia principal: o Caminho da Cruz, que, mais do que uma celebração religiosa, é um belo espetáculo que reúne os moradores e visitantes do destino. Nele, todas as luzes da cidade são desligadas, e a praia fica repleta de velas acesas, carregadas por fiéis que seguem a procissão e criam um cenário luminoso único.

Vale de Colchagua, com seus belos e quilométricos vinhedos, é outro lugar no Chile que vale a pena visitar durante a Semana Santa. Com vistas panorâmicas que mesclam a serra e o mar, a rota do vinho oferece tours variados, entre passeios e degustações – principalmente no mês de abril, época em que acontecem as colheitas no país.

A gastronomia, as belas paisagens e os deliciosos vinhos são os protagonistas do Vale. Acrescenta-se a isso os ótimos hotéis boutique da região, tornando este o destino perfeito.

Santa Cruz é outra excelente alternativa para entrar no mundo do vinho, além de contar com uma ampla gama de serviços turísticos e atividades culturais – museus, exposições e passeios astronômicos são alguns deles. Além da grande variedade de degustações de vinhos de diferentes uvas, o destino conta com roteiros pelas adegas, passeios a cavalo pelos vinhedos e até piqueniques ao ar livre durante o pôr do sol.

Os cumes cobertos de neve do vulcão Osorno e Calbuco ficam no horizonte da pitoresca cidade de Puerto Varas e do espetacular lago Llanquihue. O melhor a fazer é percorrer o destino de ponta a ponta, descobrindo suas casas de arquitetura alemã e seus modernos bairros residenciais com belos jardins. Vale visitar ainda a imponente e colorida igreja do Sagrado Coração de Jesus.

Aproveite para conhecer Frutillar, conhecida como “A Cidade das Rosas” por causa do grande número de flores que adornam suas ruas. Beirando o Lago Llanquihue, a encantadora aldeia de origens também alemãs oferece passeios em torno de suas casas coloniais e tours para conhecer deliciosos doces típicos, como o kuchen e bolos de mil folhas.

Para fechar com chave de ouro, uma boa opção é assistir aos concertos no Teatro del Lago de Frutillas, uma construção às margens do lago que se tornou o epicentro cultural da região.

A neblina matinal de Chiloé permite que seus visitantes sintam a singularidade da ilha. A arquitetura típica deste destino é uma das melhores atrações: azulejos, palafitas e igrejas de madeira projetam uma paisagem única.

Chiloé propõe uma riqueza espiritual cheia de magia e mitologia, que podem ser fundidas com as tradições religiosas celebradas na Semana Santa. A paisagem verde convida a explorar a ilha a pé, em passeios pelas ruas e vegetação exótica. Seja floresta ou praia, pode-se encontrar tudo por lá. Completam as opções do local esportes como trekking e caiaque e atividades como a observação de flora e fauna – todos podem ser praticados no Parque Nacional de Chiloé, com uma incrível vista do Oceano Pacífico.

Para algo mais romântico, a opção é a caminhada pelas colinas de Chiloé até a mítica Ponte das Almas. Como toque final para a visita, os prazeres de uma boa refeição com o tradicional curanto chilote, uma mistura perfeita de frutos do mar e vegetais.