Destinos

Porto de Galinhas cria Comitê Gestor de Qualidade

15 de maio de 2020

Além de ser a praia mais desejada de Pernambuco, Porto de Galinhas, no Litoral Sul do Estado, também é exemplo de retomada de negócios com segurança. Com a crise provocada pelo surgimento do novo coronavírus, os empreendimentos ligados a Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas (AHPG) decidiram focar em novas práticas de limpeza, a fim de garantir o bem estar dos futuros turistas no destino. Intitulado de Comitê Gestor de Qualidade, os integrantes estão se reunindo semanalmente para lançar, em breve, o Manual de Boas Práticas de Atendimento, Higiene e Segurança, que será utilizado nos estabelecimentos de Porto de Galinhas.

O Manual será dividido em duas fases: retomada parcial das operações e abertura total. Na primeira fase, que terá duração de quatro a seis semanas, os estabelecimentos deverão operar com 50% da capacidade, tantos nos hotéis e pousadas como nos restaurantes. Somente na segunda fase do plano é que haverá o funcionamento normal e com horário restabelecido de todos os empreendimentos.

“A Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas sempre priorizou as necessidades do nosso destino. Com o advento da Covid-19, nos unimos para preparar, no menor prazo possível, o Manual de Boas Práticas de Atendimento, Higiene e Segurança para a reabertura dos hotéis. Sentimos a necessidade de nos anteciparmos para darmos mais tranquilidade e segurança para os hóspedes do nosso destino”, afirma o presidente da AHPG, Massimo Pellitteri.

O Manual que será utilizado no balneário está sendo desenhando detalhadamente, com base nas melhores práticas da hotelaria mundial. Os gestores estão avaliando as orientações de diversos países para implementar nos hotéis de Porto de Galinhas. O Comitê Gestor de Qualidade é formado pelo conselho da AHPG, profissionais de hospedagem, operações, alimentos e bebidas, governança e segurança do trabalho, além da vice coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Hotelaria e Turismo (PPHTUR) da UFPE, Viviane Salazar. Na última reunião, realizada esta semana, o Comitê contou com a participação da infectologista Heloísa Ramos Lacerda, médica do hospitais Oswaldo Cruz e Esperança e professora da UPE, que fez diversos esclarecimentos sobre o assunto.

“Nosso Comitê está cuidadosamente analisando os diversos pontos de vistas dos especialistas envolvidos. Foi muito importante ter a participação da doutora Heloísa Lacerda na reunião, pois ela tem uma conhecimento aprofundado sobre o vírus. A conversa com ela nos deu ainda mais base para o nosso Manual. Sabemos da importância em ter um documento que atenda tanto a área de saúde, mas também que se encaixe de forma adequada no dia a dia de um hotel. O Manual trará a seriedade e segurança que os turistas necessitam”, Viviane Salazar, integrante do Comitê e vice coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Hotelaria e Turismo (PPHTUR) da UFPE.

O Manual de Boas Práticas de Porto de Galinhas será divulgado na próxima semana e poderá ser adotado por estabelecimentos de todo Estado.

RETOMADA

A maioria dos hotéis e pousadas de Porto de Galinhas suspenderam o funcionamento das operações entre o fim de março e começo de abril, devido a pandemia. Atualmente, o destino conta com 16 grandes hotéis, 230 pousadas e 120 restaurantes. A retomada das operações está prevista para acontecer no segundo semestre deste ano. Atualmente, os empreendimentos associados a AHPG são os hotéis Armação Resort, Kembali, Hotel Solar, Marulhos Resort, Marupiara Resort, Porto de Galinhas Praia Hotel, Vivá Resort, Hotel Village, Nannai Resort & Spa e Serrambi Resort.